Anita Leocadia Prestes: "Salvar a vida de Julian Assange - Obrigação de todos os homens e mulheres de bem!"

 

Anita Leocadia Prestes. Crédito: UFRGS

Na qualidade de filha de Luiz Carlos Prestes e de Olga Benario Prestes, dois revolucionários que dedicaram suas vidas à luta contra o fascismo e pela democracia, pela justiça social e contra o obscurantismo; na qualidade de vítima do fascismo, resgatada por minha avó paterna Leocadia Prestes de uma prisão na Alemanha nazista, onde minha mãe foi assassinada numa câmara de gás; sinto-me no dever de lembrar que fui salva graças a uma campanha mundial pela libertação dos presos políticos no Brasil, pela liberdade da minha mãe e minha. Foram a força e a pressão exercidas por esse movimento de solidariedade que garantiram minha libertação. Eis a razão por que me considero filha da solidariedade internacional. A solidariedade internacional tem o dever de salvar agora a vida de Julian Assange, mantido injustamente preso na Inglaterra há mais de três anos e ameaçado de deportação para os EUA, onde, se for julgado, poderá enfrentar pena de 175 anos de prisão. Com estado de saúde precário, Assange está condenado à morte por ter denunciado os crimes do imperialismo e contribuído, com a fundação do Wikileaks, para a luta contra o fascismo e a democracia no cenário mundial. 

Se Assange for extraditado e condenado nos EUA por expor crimes de guerra, estaremos assistindo a criminalização de um jornalista que possibilitou o vazamento de informações de interesse público e expandiu o poder da liberdade de expressão contra os poderosos com o advento da internet. Levantemos nossas vozes contra mais esse crime dos imperialistas e, através desta campanha que ora se inicia no Brasil, somemos nossas forças ao movimento mundial em prol da salvação de Julian Assange, impedindo sua extradição e assegurando sua libertação! 

Anita Leocadia Prestes

Autora de vasta obra sobre a atuação política de Luiz Carlos Prestes e a história do comunismo no Brasil. É doutora em história social pela Universidade Federal Fluminense, professora do Programa de Pós-Graduação em História Comparada da UFRJ e presidente do Instituto Luiz Carlos Prestes.

Anita Leocadia Prestes nasceu em 27 de novembro de 1936 na prisão de mulheres de Barnimstrasse, em Berlim, na Alemanha nazista, filha dos revolucionários comunistas Luiz Carlos Prestes, brasileiro, e Olga Benario Prestes, alemã. 

Comentários

  1. Obrigada Anita Leocadia por esta ménsagem de coragem para incentivar a todos os que a lerem a necessidade de participar desta luta.pela liberdade de ASSANGE

    ResponderExcluir
  2. Ontem o Facismo condenou e matou Olga, prendeu e torturou o Prestes, hoje o Facismo americano quer fazer o mesmo com Assange!

    ResponderExcluir
  3. Contra a deportação de Julian Assange. A solidariedade internacional precisa seguir exercendo pressão, pois é graças a pessoas como Assange que o mundo pode ir compreendendo como lutar contra a opressão que o poder tecnológico exerce sobre a humanidade

    ResponderExcluir
  4. Contra a perseguição de quem informa, a favor da democracia e contra qualquer tipo de totalitarismo, junto-me ao grupo que apela pela libertação de Julian Assange.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Em prol do direito à informação, Campanha pela Libertação de Julian Assange reúne entidades e movimentos sociais na Associação Brasileira de Imprensa

Em Ato pela liberdade de Julian Assange, manifestantes defendem a imprensa livre e o fim da violência de Estado